Rio Branco, Acre,


No AC, igrejas católicas, espíritas, daimistas e de matriz africana continuam fechadas

Na contramão de igrejas evangélicas, segmentos permanecerão fechados até o controle da pandemia

Na contramão de boa parte das igrejas evangélicas do Acre, as denominações católicas, espíritas, ayahuasqueiras, umbandistas e candomblecistas continuarão de portas fechadas para protegerem a saúde de seus fieis.

Nas últimas horas, o governador Gladson Cameli editou decreto em que permite a reabertura dos templos, com 20% da capacidade, desde que observados cuidados sanitários. A medida veio após campanha de setores protestantes pela retomada dos cultos presenciais.

PUBLICIDADE

A Diocese de Rio Branco informou que se submeteu às decisões do governo em relação às medidas de enfrentamento do coronavírus logo no início da pandemia, “sem criar mecanismos para driblar a lei”.

“Em nenhum momento pressionamos o Governo ou as prefeituras para acelerar o processo de reabertura das igrejas, porque acreditamos que ainda não é o momento para isso”, diz, em nota pública.

Tempos católicos permanecerão de portas fechadas para o público / Foto: Arquivo

A igreja Católica lamentou ainda a morte de agentes de pastoral por covid-19 e ressalta que o momento ainda é de prudência. “Enquanto isso, vamos nos reinventando para manter vivas a fé e a esperança do nosso povo, sem, contudo, colocar em risco as suas vidas”.

Daimistas

As comunidades ayahuasqueiras de Rio Branco também emitiram nota em que reafirmam a necessidade de manterem fechadas suas portas até que a pandemia esteja sob controle ou que haja vacina acessível para toda a população.

“Estas medidas visam manter o bem-estar, a saúde e a vida dos integrantes de nossas comunidades, bem como dos demais cidadãos. Seguiremos realizando nossas orações em casa, por nós e por toda humanidade”.

Povo de terreiro

Após reunião da Federação de Religiões de Matriz Africana (Feremaac) nesta quinta-feira (23), as lideranças umbandistas e candomblecistas decidiram que os terreiros, searas e roças serão reabertos apenas para manutenção e ritos internos, sem presença do grande público.

Casas de santo manifestam preocupação com a saúde dos adeptos / Foto: Arquivo

O objetivo é “manter a saúde e a vida dos membros e correligionários das Casas de Santo. Seguiremos intercedendo, junto ao sagrado, para que possamos superar este momento difícil pelo qual estamos passando”.

Espíritas

Quem também se manifestou por meio de nota foi a Federação Espírita do Estado do Acre (Feeac), que vai manter suas atividades de forma virtual, priorizando a segurança de seus trabalhadores, simpatizantes e frequentadores.

“No atual momento o distanciamento social é a maneira mais eficaz de proteção contra a SARS-CoV-2 (COVID-19). Recomendamos às casas afiliadas que mantenham todas as suas atividades de forma on-line, utilizando-se de todos os recursos tecnológicos possíveis ao seu alcance”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up