Rio Branco, Acre,


Pabllo Vittar detona piadas transfóbicas após polêmica com Marília

Em seu Twitter, a cantora não citou o nome de Marília mas criticou as piadas que ainda resistem sobre pessoas transsexuais

Depois da onda de isolamento social, imposta pela pandemia do novo coronavírus, as lives — shows ao vivo — se popularizaram entre os artistas. Marília Mendonça fez mais uma destas, foi detonada por uma conversa e Pabllo Vittar repercutiu.

O nome da cantora sertaneja figurou na lista de assuntos mais comentados das redes sociais, após ser acusada por internautas de ter feito uma piada transfóbica. Citando uma famosa — e extinta — boate LGBTQI+, Marília riu ao lembrar da história em que um dos músicos de sua banda teria beijado uma mulher transexual.

PUBLICIDADE

“Disse que lá foi o lugar em que ele beijou a mulher mais bonita da vida dele. É só isso. O contexto vocês não vão saber“, riu a artista. O protagonista da história pré-existente se defendeu, aos risos debochados: “Era mulher mesmo, porr#“.

Pabllo Vittar, que é uma drag queen (que se encaixa na categoria Queer), mandou uma indireta bem certeira no Twitter, na manhã de segunda-feira (10): “O ano é 2020 e ainda tem gente que acha engraçado fazer piada transfóbica“. A mensagem chegou a quase 100 mil retweets, além de milhares de comentários.

Seguidores enviaram comentários de apoio, como um que escreveu o seguinte: “E ainda tem gente que acha que passar a mão na cabeça porque ninguém nasce desconstruído é o certo. Ninguém nasce desconstruído, mas um ‘foi mal’ NÃO é suficiente e nunca vai ser”.

Depois da polêmica, Marília veio a seu Twitter, a fim de se desculpar: “Pessoal, aceito que fui errada e que preciso melhorar. mil perdões. de todo o coração. Aprenderei com meus erros. Não me justificarei“.

Confira:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up