20.3 C
Rio Branco
21 junho, 2021 11:45 am

Avanço da Covid-19 no Acre e possível colapso na saúde repercutem em todo o Brasil

POR LEANDRO CHAVES, DO CONTILNET

O avanço da Covid-19 no Acre virou, nos últimos dias, notícia em vários portais nacionais, que destacaram o possível colapso no sistema de saúde, assim como acontece nos vizinhos Amazonas e Rondônia.

Outro ponto que chamou a atenção do Brasil foi a tentativa do governador Gladson Cameli (sem partido) de convencer o governo federal a fechar a fronteira do estado com o Peru e a Bolívia e as divisas com as unidades da federação vizinhas.

A nova variante do coronavírus possivelmente surgida no Amazonas e já identificada em vários estados do país vem sendo apontada como causa para a explosão de casos e internações nesta região.

Embora não haja comprovação de que seja mais mortal, a nova cepa parece ser mais transmissível, o que aumenta o número de doentes, de internações e, consequentemente, de óbitos.

O site Metrópoles destacou a seguinte fala do governador em relação a leitos para pacientes com Covid-19: “Estamos no limite”. Já o UOL abordou o pedido de fechamento da fronteira até que a situação se amenize nos estados vizinhos.

A Carta Capital foi pelo mesmo caminho e cita, além da questão das fronteiras e divisas, a nova variante do vírus. O conteúdo do Estadão teve como foco o toque de recolher imposto pelo governador diante do avanço da Covid-19.

Já a Agência Pública fala da relação entre as queimadas descontroladas registradas no Acre ao longo de 2020 e os sintomas do coronavírus, que foram agravados em virtude do problema ambiental.

Jornalistas, blogueiros e divulgadores científicos também usaram suas redes sociais para alertar o Brasil sobre o risco de colapso no Acre. Veja algumas das publicações:

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.