Rio Branco, Acre,


Promotor rebate secretário e diz que Prefeitura é responsável por fiscalizar ‘fura-filas’

Lima considera que a responsabilidade dos atos errados cabe aos diretores das unidades

O secretário de Saúde de Rio Branco, Frank Lima, levou uma bronca do promotor de saúde do Ministério Público do Acre, Glaucio Oshiro, durante audiência pública na Câmara Municipal de Rio Branco, nesta sexta-feira (12), por ter afirmado que a responsabilidade de fiscalização dos ‘fura-filas da vacina da Covid-19 não cabia à prefeitura, mas sim ao órgão controlador.

RelembreSecretário de Saúde diz que fiscalização sobre fura-fila da vacina não cabe à prefeitura

Lima considera que a responsabilidade dos atos errados cabe aos diretores das unidades que recebem a lista de prioridade da imunização. “A Secretaria de Saúde não tem perna e nem seria da nossa alçada fazer investigação de lista”, declarou em entrevista à Rede Amazônica.

Entretanto, o gestor de Tião Bocalom levou um ‘puxão de orelha’ do promotor Glaucio Oshiro, que discorda de Lima e acha que a responsabilidade deve ser dividida. “É preciso dizer que administrativamente a fiscalização cabe ao poder público, portanto, tanto a Secretaria de Estado de Saúde quanto  a Secretaria Municipal de Saúde”, disparou.

 

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up