18.3 C
Rio Branco
28 junho 2022 4:57 am

“As redes sociais não me perdoam”, desabafa prefeito Tião Bocalom

Gestor disse que as críticas fazem parte do jogo e lembrou de Jesus, que, segundo ele, não agradou a todos

POR POR LEANDRO CHAVES, DO CONTILNET

Última atualização em 18/04/2021 11:55

O prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (Progressistas) diz saber de onde vem boa parte das avaliações negativas que seu mandato tem recebido desde que teve início, em janeiro deste ano. Segundo ele, os usuários das redes sociais é quem avaliam de forma mais rigorosa seu trabalho à frente da maior prefeitura do Acre.

“Até 10 anos atrás tínhamos só a imprensa falada, escrita e televisionada. Hoje nós temos as redes sociais, e elas realmente não perdoam”, disse o gestor, durante balanço dos 100 primeiros dias de sua gestão, na última quarta-feira (14).

LEIA MAIS: Bocalom avalia como ótimos os resultados de seus 100 primeiros dias de gestão

Um dia antes, pesquisa Data Control com mais de 600 rio-branquenses apontou que o prefeito tem 56,4% de rejeição e apenas 23,3% de aprovação.

LEIA MAIS: Bocalom despenca, Bolsonaro se mantém e Cameli é bem avaliado

Ele minimizou os números e disse que a verdadeira pesquisa está nas ruas, referindo-se à boa recepção que tem nos bairros. Bocalom usou Jesus Cristo como exemplo para afirmar que as críticas são comuns.

“Jesus Cristo tinha 12 [discípulos] e de cara um deles já achou que ele estava errado. E olha que era Jesus Cristo. Imagina nós. Mas é a opinião de cada um. Faz parte do jogo. Tem gente que gosta da gente e tem gente que não gosta”, afirmou.

No Twitter, uma das redes sociais onde o prefeito é mais criticado, o perfil oficial de Bocalom tem bloqueado usuários que questionam a gestão.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.089 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.