18.3 C
Rio Branco
3 agosto 2021 7:30 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Senhora é roubada e violentada de diversas formas durante noite desta quarta-feira

Após ser estuprada e passar noite amarrada, mulher pede ajuda aos vizinhos

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

CAMPO GRANDE (MS) – Uma senhora de 54 anos, passou por todas as violências por horas, a partir da noite desta quarta-feira (23), em Campo Grande  A mulher foi amarrada, agredida e estuprada, e após roubada, por bandido, que até ela avalia que viu ao redor de sua casa no bairro Vida Nova, periferia na região Norte da Capital. Segundo relato, ela passou a noite amarrada e só conseguiu pedir socorro aos vizinhos pela manhã desta quinta-feira (24). O homem acabou sendo preso horas após o crime.

Conforme registro policial, para resgatar a vítima, policiais precisaram arrombar a porta da casa, que o homem trancou, a deixando dentro da casa , que ele ainda afirmou que iria voltar. Contudo, horas depois de ser resgatada pela vizinha e força de Segurança da Capital, a mulher ficou mais aliviada com a prisão do marginal. Veja abaixo, mais detalhes.

A primeira a ouvir pedido de socorro, foi a vizinha Rosilene Neves da Silva, 40 anos, que foi chamada pela vitima na janela. ‘Ela fez um chamado abafado, mas que ouvi. Quando me viu entrar no quintal, ela já disse, um homem entrou aqui com uma faca, me bateu e me estuprou, levou meus documentos e me deixou trancada. Ele falou que vai voltar e seu eu chamar alguém vai me matar”, relatou a vizinha.

Assim, sem pensar muito e vendo a mulher machucada, Rosilene chamou a polícia. Segundo ela, quando socorreu a amiga, percebeu que ela estava com uma corda no pescoço e bastante abalada. Antes do socorro chegar, a vítima relatou que foi abordada pelo estuprador assim que chegou da igreja, por volta das 21 horas. “Por volta das 5 horas ouvi uma porta batendo, na hora não desconfiei de nada, agora acho que pode ser o homem indo embora”, mencionou Rosilene.

Entrar a força

Os militares chegaram e precisaram arrombar a porta para retirar a vítima. A equipe do Corpo de Bombeiros e da 11º CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) foram ao local, e encontraram uma mulher com marcas no punho, ferimento na cabeça e um dos olhos roxo e inchado. Por conta da violência, também teve sangramento.

O sargento Jefferson, da 11°CIPM, disse que dentro da casa de dois cômodos foi encontrado um colchão com bastante sangue. “Tudo estava revirado. A vítima contou ainda que já viu o suspeito duas vezes no bar ao lado de sua casa”, revelou o militar.

À PM, a vitima contou que viu o suspeito no bar que fica ao lado de sua casa na tarde de ontem. Entre 21h30 e 22 horas ele invadiu a residência e com uma faca, forçou ela obedecer a suas ordens. “Fui amarrada pelos pulsos e pelo pescoço com uma corda, estuprada e violentamente agredida”, relatou a vitima.

A vitima apontou ainda que o acusado fugiu já no início desta quinta-feira (24) com seu celular e os documentos e a deixou ainda ela trancada e amarrada. Segundo informações preliminares, ela só pediu socorro após conseguir se soltar sozinha.

Prisão

Cerca de cinco horas após conseguir ser resgatada, a mulher vitimas de diversas violências, recebeu a noticia que, um homem de 36 anos foi preso em uma obra abandonada no Jardim Anache, mesma região de Campo Grande, próximo ainda da vitima.

Segundo a polícia, não há dúvidas que se trata do responsável pelo estupro de uma mulher e ainda se revelou, que houve ataque contra outra, no Bairro Vida Nova, também na noite de ontem.

“O suspeito estava a cerca de 2 quilômetros do local dos ataques, escondido no interior do prédio, quando foi avistado por equipes da força-tarefa montada para a captura. Usava calça jeans, camiseta polo e tinha sinais evidentes de embriaguez”, anunciou a PM.

 

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.