25.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 2:51 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Aeronaves e soldados dos EUA chegam a MS para simular ‘cenário de guerra’

Chamado de Exercício Conjunto Tápio 2021, os treinamentos entre o efetivo norte-americano e a Força Aérea Brasileira (FAB) devem durar até o dia 3 de setembro, em Campo Grande.

POR G1 MS

Duas aeronaves, do tipo C-17 Globemaster (uma das maiores do Mundo), da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), aterrissaram em Campo Grande, neste sábado (21). Os aviões transportaram dois helicópteros e soldados norte-americanos, que participarão do Exercício Conjunto Tápio 2021, que simulará cenário de guerra, em treinamentos.

Conforme nota divulgada pela Força Aérea Brasileira (FAB), as forças dos Estados Unidos (EUA) vieram ao Brasil para “uma oportunidade para o intercâmbio de experiências e desenvolvimento doutrinário […], contribuindo para possíveis participações do País em missões previstas nos acordos de paz da Organização das Nações Unidas (ONU)”, detalharam.

Ainda de acordo com as informações da FAB, as simulações e os exercícios ocorrerão até o dia 3 de setembro. Ao todo, serão empregadas 30 aeronaves e 16 Unidades Aéreas e de Infantaria para o treinamento em Campo Grande.

A primeira fase do treinamento ocorreu no Pará.  — Foto: BACG/Reprodução

A primeira fase do treinamento ocorreu no Pará. — Foto: BACG/Reprodução

O principal objetivo da FAB com os exercícios é realizar treinamentos para uma possível participação em missões de paz da ONU, “contribuindo para a ordem e a paz mundial e compromissos internacionais; garantindo a soberania, integridade territorial e defesa patrimonial; e provendo ajuda humanitária”, descreveram em nota.

Dentre as atividades, estão missões de Ataque, Reconhecimento Aeroespacial, Infiltração Aérea, Busca e Salvamento em Combate, entre outras.

O diretor do exercício e comandante da Base Aérea de Campo Grande, Brigadeiro do Ar Clauco Fernando Vieira Rossetto, explica que a mudança visa demonstrar a importância para a defesa no Brasil.

“Com o EXCON Tápio, mostramos a capacidade de operar de maneira integrada, coordenada e harmônica e que essa característica é necessária para que, em uma situação de conflito, as Forças tenham o domínio dos seus ambientes de interesse e impeçam que o inimigo faça o mesmo”, completa.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.