26.3 C
Rio Branco
22 outubro 2021 1:13 am

Chapecoense: Controladora que liberou voo responsável pela morte de acreano Márcio Koury é presa no Brasil

Avião caiu na Colômbia e matou 71 pessoas da delegação da Chapecoense, entre elas o acreano Márcio Koury

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 24/09/2021 09:25

Está presa, desde a noite de quinta-feira (23), em Corumbá (MT), a boliviana Celia Castedo Monasterio, que era a controladora de voo que aprovou a decolagem do avião da empresa Lamia, que transportava a delegação do time da Chapecoense. O avião caiu a pouco menos de 25 minutos da pista do aeroporto de Medelin, na Colômbia.

O avião caiu por pane seca (falta de combustível) e matou 71 pessoas, entre as quais o médico acreano Márcio Koury, que atuava como médico da delegação.

A ordem de prisão partiu do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ao atender pedido de autoridades da Bolívia. Celia Castedo é acusada de ter sido a responsável pela análise e aprovação do plano de voo do avião em que estava a delegação da Chapecoense, em novembro de 2016.

Castedo estava no Brasil como foragido e buscava asilo político e será extraditada para a Bolívia, onde é acusada de crime de atentado contra a segurança do espaço aéreo.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.