21.6 C
Rio Branco
25 maio 2022 4:57 am

Dinheiro ‘esquecido’: Nova consulta ao Sistema Valores a Receber é adiada

Segundo o Banco Central, serão divulgadas em breve as datas de reabertura do site para novas consultas e resgates do saldo existente

POR EDITAL CONCURSOS BRASIL

Última atualização em 03/05/2022 15:39

O Banco Central (BC) havia anunciado que a nova fase de consultas ao dinheiro “esquecido” em bancos começaria nesta segunda-feira, 2. No entanto, a rodada foi adiada em razão da greve dos servidores da entidade, sem previsão de nova data.

“A greve dos servidores do BC prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias do Sistema Valores a Receber (SVR). O prazo de retorno do SVR, previsto para 2 de maio, será adiado. A nova data será comunicada com a devida antecedência” esclareceu o BC.

Reabertura de nova consulta

O Sistema Valores a Receber (SVR), implementado em fevereiro deste ano, está atualmente suspenso e em aprimoramento. De acordo com o site da autoridade monetária, em breve, serão divulgadas as datas de reabertura do portal para novas consultas e resgates do saldo existente.

Além disso, a previsão é liberar informações sobre valores de pessoas falecidas e como eles poderão ser recuperados. “Enquanto isso, estamos trabalhando em melhorias do SVR e na inclusão de novos valores”, explica o BC, em nota.

O que são os valores a receber do BC?

Trata-se de um serviço que permite à pessoas físicas e jurídicas consultarem instituições financeiras para saber se possuem recursos esquecidos. Se sim, é possível saber o valor e solicitar a devolução usando o Sistema Valores a Receber.

Origem do dinheiro na nova fase

A nova rodada de consulta e saque do dinheiro esquecido em bancos deve ser anunciada ainda neste mês. A previsão é que a plataforma reúna novas fontes de informações bancárias que determinam a origem dos recursos a serem devolvidos. Confira:

  • Entidades em liquidação extrajudicial;
  • Fundo Garantidor de Créditos (FGC);
  • Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop);
  • Tarifas cobradas de forma indevida, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco junto ao BC;
  • Parcelas ou obrigações referentes à operações de crédito cobradas indevidamente, não determinadas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC;
  • Contas de pagamento pré-paga e pós-paga finalizadas com saldo disponível;
  • Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes finalizadas e com saldo disponível.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.945 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.