32.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 5:03 pm

Terceiro suspeito de matar idoso em Sena é preso; ele desejava a enteada da vítima

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 22/07/2022 09:07

A morte do trabalhador rural Crispiniano de Almeida Santos, 61 anos de idade, ocorrida em abril deste ano, na zona rural de Sena Madureira, está praticamente elucidada pela Polícia Civil. Nesta quinta-feira (21), mais um envolvido no homicídio foi preso. Trata-se de Ramilo Monteiro Elesbão.

Detentora da investigação, a Polícia Civil vinha fazendo várias diligências com o intuito de capturá-lo. Nesse sentido, a equipe esteve em endereços de familiares em Rio Branco, bem como na zona rural de Sena Madureira. Se sentindo encurralado, Ramilo decidiu se entregar.

Dessa maneira, já são três acusados do assassinato que estão trancafiados e aguardando julgamento.

IDOSO FOI MORTO DENTRO DA PRÓPRIA CASA

Residente no ramal Pedro Gomes, zona rural de Sena Madureira, Crispiniano foi morto a facada na madrugada de quinta-feira, 7 de abril. Segundo consta, ele foi atingido na região da barriga e morreu antes mesmo de receber atendimento médico.

De acordo com o que foi apurado pela Polícia Civil, Crispiniano se encontrava em casa juntamente com a esposa e duas enteadas. Em dado momento, o acusado chegou batendo na porta da residência. Ao abrir a porta, a vítima foi surpreendida com a facada, portanto, não teve tempo de esboçar nenhuma reação.

Com medo de serem mortas, a mulher e as filhas fugiram do local.

A Polícia Civil apurou que duas pessoas tinham interesse na morte de Crispiniano. Um deles, era seu próprio enteado, que não ficou nada satisfeito ao saber que o idoso passou a viver com a sua mãe. O outro era justamente Ramilo, que tinha interesse amoroso com uma enteada do idoso, não era correspondido, e alega que Crispiniano dificultava esse possível relacionamento.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.