24.3 C
Rio Branco
10 agosto 2022 12:23 pm

Homem que matou idosa com machado em igreja é considerado inimputável

Justiça de Goiás determinou que Yuri, de 25 anos, seja internado com tornozeleira eletrônica em uma clínica para tratamento de doença mental

POR METRÓPOLES

Última atualização em 04/08/2022 17:22

A Justiça de Goiás determinou nesta quarta-feira (3/ 8) a revogação da prisão preventiva do homem que matou uma idosa na igreja e a internação dele em uma clínica psiquiátrica, já que laudo médico considerou que ele é inimputável, ou seja, incapaz de entender a ação criminosa que cometeu.

Yuri Ribeiro de Brito, de 25 anos, matou a aposentada Maria Elizabeth Castro de Oliveira, de 60 anos, com cinco golpes de machadinha na cabeça. Ela foi assassinada enquanto rezava no santíssimo, dentro da principal paróquia da cidade de Santa Terezinha, no norte goiano.idosa morta machado santa terezinha igreja goias (2)Pequeno machado que foi usado para matar mulher dentro de igreja em Santa Terezinha de Goiás

O crime aconteceu no início da noite de 20 de abril, uma quarta-feira. Não havia nenhuma relação ou desavença entre o jovem e a idosa. Ele disse apenas que ela teria sorrido dele.

Yuri confessou o crime logo em seguida para um comerciante e disse que estava arrependido. Desde então, ele segue preso na cadeia de Ceres (GO). O jovem se tornou réu por homicídio qualificado.

No entanto, um laudo médico concluiu que Yuri sofre de transtorno de esquizofrenia paranoide, o que torna ele “inteiramente incapaz de entender o caráter delituoso do fato”, segundo texto da decisão judicial. Ele teria tentado suicídio várias vezes dentro da prisão.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.