20 de fevereiro de 2024

Em meio à seca severa, bacia do Rio Acre tem 7 pontos de monitoramento em alerta máximo

Além do Rio Acre, a bacia do Rio Abunã, em Plácido de Castro está em alerta amarelo

O Boletim do Tempo, divulgado na última terça-feira (14), na sala de acompanhamento hidrometeorológico da Defesa Civil do Acre e da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) revela que a bacia do Rio Acre está com sete pontos de monitoramento em cota de alerta máximo por conta do baixo nível do afluente.

A bacia do Rio Acre banha várias localidades do estado, como Rio Branco, Assis Brasil, Brasiléia, Xapuri, Capixaba, além do seringal Espalha e do Riozinho do Rola.

O Rio registrou 1,59m nesta quinta-feira (16) – Foto: Juan Diaz/ContilNet

Além do Rio Acre, a bacia do Rio Abunã, em Plácido de Castro está em alerta amarelo, já o Rio Purus, em Sena Madureira se contra em alerta vermelho.

Crise hídrica em Epitaciolândia

No município de Epitaciolândia, fronteira do Acre com a Bolívia, o abastecimento é feito pelo igarapé Encrenca. Devido à falta de chuvas a cidade passa por seu momento mais grave.

O baixo nível do igarapé chegou a paralisar o funcionamento da bomba de captação, fazendo com que o Serviço de Água e Esgoto do Estado do Acre (Saneacre) enviasse três caminhões pipas para atender as unidades de saúde, escolas e demais instituições públicas. Os caminhões foram locados pela Defesa Civil com recursos federais e são abastecidos em Brasiléia.

PUBLICIDADE