“Pegar o Xandão” e churrasco: relembre cenas que repercutiram no 8/1

Além da destruição de obras e do patrimônio das sedes dos Três Poderes, invasão de 8/1 deixou um legado de cenas inusitadas

Invasão do Congresso Nacional em 8 de janeiro de 2023

Hugo Barreto/Metrópoles

8 de janeiro de 2023 ficou marcado pela invasão às sedes dos Três Poderes, em Brasília, por “patriotas” insatisfeitos com o resultado das eleições presidenciais.

No dia seguinte, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e a sede do Supremo Tribunal Federal (STF) amanheceram com imagens estarrecedoras de obras danificadas, salões destruídos e peças de mobiliário quebradas após a ação dos invasores.

O ataque de 8 de janeiro também rendeu cenas inusitadas e até escatológicas, que chamaram a atenção de quem acompanhava o noticiário. Um vídeo que circulou nas redes sociais mostrou golpistas vestidos com bandeiras do Brasil urinando e evacuando dentro de uma sala no STF.

Também viralizou a imagem de uma mulher, de 67 anos, conhecida como “Fátima de Tubarão”, gritando palavras de ordem contra o ministro do STF Alexandre de Moraes. “Vamos para a guerra, é guerra agora. Vamos pegar o Xandão agora” diz. Atualmente, Maria de Fátima Mendonça Jacinto Souza é ré pela participação nos atos golpistas e está presa desde 27 de janeiro.

Relembre as imagens:

Churrasquinho

Em meio à chuva de bombas e gás lacrimogêneo que tomou a Esplanada dos Ministérios, um homem não se incomodou e decidiu vender seu churrasquinho ali mesmo. As imagens foram flagradas pelo Metrópoles.

No cardápio, os espetos com opção de farofa e vinagrete fizeram sucesso, horas após a escalada dos atos violentos na capital federal. Veja:

“Escorregador” no plenário

Durante a invasão, o plenário do Senado virou parque de diversões para extremistas. Um vídeo mostrou o momento em que um homem usa o local como escorregador.

Na filmagem, também é possível ver manifestantes antidemocráticos sentados na mesa principal, enquanto dão risada, fazem piadas e gritam palavras de ordem. “É com nosso dinheiro”, afirmam.

Constituição roubada

Uma das imagens mais famosas dos atos antidemocráticos mostra vândalos erguendo uma réplica da Constituição Federal de 1988. O documento estava no Salão Branco do STF e foi levada por golpistas que invadiram a sede da Corte.

Mais tarde, o objeto foi recuperado. A Polícia Federal (PF) apreendeu o item em São Lourenço (MG), com um dos participantes dos atos terroristas.

 

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost