29 de maio de 2024

Após ser pego fazendo sexo em escola, diretor entrega atestado médico

Secretaria da Educação afirmou que abriu processo administativo disciplinar para apurar conduta de diretor flagrado fazendo sexo em escola

O diretor afastado da Escola Estadual Nossa Senhora da Penha, na zona leste de São Paulo, Robson José da Silva Batista, está fora do trabalho por licença médica. Ele foi flagrado por imagens de câmera de segurança (veja abaixo) praticando sexo com uma funcionária temporária dentro do anfiteatro da unidade escolar.

Secretaria Estadual da Educação afirmou que, tão logo tomou conhecimento dos fatos, instaurou processo administrativo disciplinar. O profissional, que é professor concursado, foi retirado do cargo de diretor. Desde então, Robson não retornou à função de professor e permanece afastado, em razão de licença médica.

O processo administrativo disciplinar corre em sigilo.

Metrópoles revelou que foi o próprio diretor quem avisou o supervisor da Diretoria de Ensino Leste, Manoel Ricardo Severo, que havia feito sexo dentro do anfiteatro.

Reprodução

Supervisor registrou B.O.

O supervisor registrou, no dia 28 de março, boletim de ocorrência na delegacia eletrônica da Polícia Civil de São Paulo. No documento, ao qual o Metrópoles teve acesso, Manoel Ricardo Severo revela que recebeu uma ligação de Robson, informando “situação de envolvimento afetivo com uma agente de organização”.

A mulher, identificada como Jaqueline, era funcionária temporária e, ainda de acordo com o B.O., solicitou a cessão do contrato em 21 de março, dia anterior à data em que teria praticado sexo com Robson.

Foi o próprio diretor quem avisou ter sido gravado pelas câmeras da escola em momento de “afetividade”. Na sequência, ele enviou ao seu superior as imagens que registraram o ato.

O supervisor da Diretoria de Ensino Leste disse ter comunicado os fatos aos superiores e afirmou ter conversado com Robson sobre a gravidade do caso, orientando o diretor a se retirar da unidade de ensino. O próprio Robson solicitou a cessação da função de diretor escolar, entregue à Diretoria.

De acordo com o delegado que assina o boletim de ocorrência, Rafael Moreira Cantoni, o caso é de “seara extrapenal” e há “a necessidade de uma maior avaliação para enquadramento dos fatos/conduta”.

Abruptamente interrompidos

As imagens da câmera de segurança do anfiteatro mostram que o diretor chega primeiro ao local. Em seguida, os dois colocam objetos semelhantes a livros na beira do palco. Robson checa a porta de segurança antes de se aproximar da mulher.

CLIQUE AQUI para ver o vídeo.

Eles então começam a se beijar. Na sequência, é possível identificar a prática de sexo. A movimentação demora 1 minuto e 49 segundos até que o casal interrompe abruptamente o ato.

O homem rapidamente sai do local, e a mulher veste a parte debaixo da roupa e deixa o anfiteatro em seguida. O Metrópoles apurou que o sexo foi interrompido depois que alunos flagraram a cena.

A reportagem tentou contato com Robson por telefone e mensagem, mas não obteve resposta até o momento. O espaço segue aberto para manifestação.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost