26 de maio de 2024

Vídeo: Davi revela como fica o relacionamento com Mani após o BBB24

O campeão do reality da TV Globo foi questionado sobre casamento, após afirmar que eles estavam apenas “se conhecendo”

Após muitos rumores sobre os problemas na relação de Mani Reggo com a família de Davi e uma das declarações do campeão do BBB24 sobre a namorada (ou esposa?) viralizar nas redes sociais, o baiano esclareceu como fica o relacionamento com a comerciante.

Ao conversar com o repórter do Encontro, Davi agradeceu à Patrícia Poeta por ter recebido a namorada no programa e, questionado sobre se os dois iriam casar, ele afirmou: “Vamos juntas as jumentas”.

Instagram/Reprodução

No Twitter, teve internautas que comemorou a novidade. Outros se incomodaram com a insistência das pessoas em saber sobre a vida do rapaz, que tem apenas 21 anos.

“Davi falou lá no encontro. Meu coração tá quentinho… Ele superagradecido, esse repórter representou nos fãs com olhar de admiração”, disse uma. “Que loucura, que pressão é essa para o Davi casar! Davi tem só 21 anos, deixa o cara curtir o pós dele. Querem ficar ditando regras e cobrando”, disparou outro. “O povo tá mais ansioso sobre a vida amorosa dele do que a profissional, meu Deus”, reclamou uma terceira.

A declaração polêmica

Durante todo o BBB24, Davi se portou a Mani como esposa. No entanto, ao sair da casa milionário, campeão da edição, o ex-BBB se contradisse. “A gente está namorando, está no período de conhecimento, estamos nos conhecendo. Acho que tudo tem um tempo determinado”, justificou.

Davi ainda prosseguiu insistindo que o casal ainda está avaliando a relação, ao contrário do que ele falava na casa mais vigiada do Brasil, que pretendia casar e viver com Mani. “Há um tempo para tudo, tempo para namoro, tempo de se conhecer. A gente tá na fase do conhecimento. Da gente dar uns beijinhos, de tomar sorvete olhando o mar”, observou.

Surpresa, Ana Maria Braga ainda brincou com a situação: “Que isso, menino! Que conversa é essa? Tá querendo me enrolar? Essa hora da manhã? Beijinho, sorvete na praia? Vocês já têm idade pra isso, pra namorar de verdade”.

Divisão do prêmio do BBB24 com Mani

Depois de Davi Brito ser duramente criticado por se referir a Mani Reggo como sua namorada e alegar que os dois ainda estão na fase “do conhecimento”, durante entrevista para Ana Maria Braga, no Mais Você, a coluna Fábia Oliveira decidiu investigar o que pode estar por trás da declaração que causou polêmica na web.

O brother pegou o público do reality da TV Globo de surpresa, já que se referia à moça como esposa enquanto estava confinado. Mani também trata o baiano como marido, com direito a citação na biografia do Instagram, onde diz ser esposa do rapaz. Além disso, os dois, que estão juntos há 1 ano e 6 meses, já dividem o mesmo teto e, ao entrar no Big Brother Brasil, ele informou ser casado.

Pois bem! Consultando a advogada de família Barbara Heliodora, com exclusividade, esta jornalista soube que a diferença do tratamento entre eles pode ser por conta do prêmio de quase R$ 3 milhões que o motorista de aplicativo ganhou nesta edição do programa.

A especialista explicou que, caso haja união estável e intenção de manter a relação, oficializá-la e constituir família, mesmo com pouco tempo, estando documentado ou não, Reggo tem direito a metade do dinheiro:

“Sendo uma união estável, e aí, independente do período, o regime que vai vigorar nessa união estável é o da Comunhão Parcial de Bens, mesmo que não seja oficialmente documentada, e aí a divisão do prêmio tem que ocorrer pelo regime da separação”, destacou num bate-papo exclusivo.

Heliodora ainda ressaltou que, pelas intenções e títulos demonstrados entre eles, pode ser que seja considerada a união estável. “Se a pessoa vivendo em união estável ganha esse prêmio, esse prêmio é partilhado pelo regime da comunhão parcial, então ele é partilhado sim entre os companheiros. E aí o prêmio do Big Brother é considerado um fato eventual, com contribuição ou não daquele companheiro, isso vai ser dividido”, pontuou.

Barbara prosseguiu afirmando que existem algumas situações que precisam ser comprovadas para que seja decretada a união estável: “Como que isso é identificado? É preciso uma análise, porque se os dois concordassem, ok, a partir do momento que já é uma divergência [a divisão de bens], aí vão ter que ser analisados esses critérios de como que era exteriorizada essa relação para a sociedade”

E seguiu: “Se era eventual mesmo, uma questão de namorados, ou se era para a constituição de família, realmente um relacionamento que as pessoas já identificaram os dois como um casal e independente da coabitação [de morarem juntos].

A especialista constatou que, como eles se declaravam esposa e marido e aí também moravam junto, externavam para as pessoas que tinham intenção de constituição de família e tudo, pode, sim, ser considerada uma união estável prévia:

“O que acontece é que se não tem essa documentação, aí agora, ele negando essa situação [de marido e mulher], vai haver um processo [em caso de separação] em que essas provas vão ser produzidas e aí o juiz vai ter que analisar se, de fato, existia ou não essa união estável”, concluiu. Eita! Tirem suas conclusões, meus caros leitores!

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost