Rio Branco, Acre,


Atuações: reservas melhoram o time, e Weverton impede derrota pior no Catar

Veja as notas dos jogadores do Verdão na derrota por 1 a 0 para o Tigres

Weverton [GOL]: Fez duas defesas incríveis no primeiro tempo e evitou uma derrota ainda maior do Palmeiras. Seguro como sempre e sem culpa no gol de pênalti, teve mais uma grande atuação. Nota: 7,0

Marcos Rocha [LAD]: teve muitos problemas na marcação de Quiñones. O ponta do Tigres deitou e rolou por ali, com dribles e muita velocidade, sempre em cima do lateral do Palmeiras. Também não conseguiu ajudar ofensivamente. Nota: 4,0

(Mayke [LAD]): sua entrada deu muito mais consistência ao lado direito da defesa, tanto que Quiñoes pouco fez por lá com ele em campo. Ainda puxou ótimo contra-ataque que quase resultou em gol de Luiz Adriano. Nota: 6,5

Luan [ZAG]: sofreu quando teve que fazer a marcação de Gignac e não conseguiu se impor contra o atacante. Perdeu a disputa de cabeça na linda defesa de Weverton no começo do jogo e cometeu o pênalti no segundo tempo. Nota: 4,0

Gustavo Gómez [ZAG]: não foi tão mal quanto Luan, mas também teve muitos problemas para conter os atacantes do adversário. Ficou perdido em alguns lances de troca de passes do Tigres. Nota: 5,0

Matías Viña [LAE]: o Tigres não atacou tanto pelo seu lado. Começou com problemas na marcação, depois se acertou. Poderia ter sido opção mais ativa no campo de ataque para ajudar o setor ofensivo, tanto que quase fez o gol de empate nos acréscimos. Nota: 5,5

Danilo [VOL]: mais um que não conseguiu repetir as boas atuações do restante do ano. Até teve alguns lampejos, mas ficou bem longe tanto na participação na construção como na marcação, na qual ficou perdido em alguns momentos. Nota: 5,0

(Felipe Melo [VOL]): deu mais consistência ao meio de campo, com boa proteção aos zagueiro, e melhorou a saída de bola da defesa para o ataque. Nota: 6,0

Zé Rafael [VOL]: não conseguiu ser dinâmico e dar movimentação ao meio de campo. Também não teve papel eficiente na marcação e ficou perdido com as trocas de passes do setor de criação do adversário. Nota: 5,0

(Patrick de Paula [VOL]): apesar de não ter participado tanto com a bola no pé, também deu um pouco mais de proteção aos zagueiros e melhorou a marcação no meio. Nota: 6,0

Gabriel Menino [VOL]: jogou mais aberto pela direita e pouco conseguiu fazer na criação das jogadas pelo lado. Às vezes muito aberto, também pouco participou da criação das jogadas pelo meio. Atuação bem apagada. Nota: 5,0

(Willian [ATA]): foi o principal criador do time na etapa final. Deu lindo cruzamento para Luiz Adriano, que perdeu gol na pequena área, e depois encontrou mais um ótimo passe para o camisa 10, que chutou pra fora. Nota: 6,5

Raphael Veiga [MEI]: pouco participativo na criação das jogadas, foi engolido pela marcação do Tigres, sobretudo no duelo com Rafael Carioca. Também quase não recebeu a bola em boas condições, mas por outro lado pouco se apresentou em boa situação para organizar o ataque. Nota: 5,0

(Gustavo Scarpa [MEI]): deu um pouco mais de movimentação ao setor ofensivo e foi travado em chute que poderia ser perigoso. Nota: 5,5

Rony [ATA]: foi a melhor opção ofensiva do Palmeiras na partida. Fez boa jogada pela esquerda no começo da partida e depois deu o chute mais perigoso do time no jogo, bem defendido pelo goleiro rival. Nota: 6,5

Luiz Adriano [ATA]: pegou muito pouco na bola e na oportunidade que teve, desperdiçou após cruzamento de Willian no segundo tempo. Ficou longe de brilhar como em outros jogos decisivos. Nota: 5,0

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up