Rio Branco, Acre,


Criminoso matou motorista de app com 71 facadas para roubar carro

Justiça condenou Jovanilson Rodrigues a 30 anos de prisão

São Paulo– A Justiça sentenciou um homem a 30 anos de prisão em regime fechado por latrocínio. Jovanilson Nogueira, 19, é acusado pela Polícia Civil de matar a motorista de aplicativo Luciana Cordioli, 41, com 71 facadas para roubar o automóvel que ela usava para trabalhar.

O crime aconteceu no dia 13 de dezembro de 2020, durante uma corrida entre Urânia e Fernandópolis, no interior do estado de São Paulo, a 520 km de São Paulo, capital.

Segundo as investigações da Polícia Civil, Jovanilson Nogueira teria solicitado a corrida. Para os policiais, em Fernandópolis, na Rodovia Euclides da Cunha (SP-320), ele esfaqueou Luciana Cordioli com 71 golpes. O corpo foi abandonado em um canavial. Jovanilson teria seguido viagem pela rodovia.

No entanto o carro teve uma pane e parou de funcionar. Jovanilson, então, pediu ajuda a transeuntes, dizendo que ele havia sido vítima de um assalto. As manchas de sangue em Jovanilson, porém, chamaram a atenção.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e levou o homem para a delegacia, onde, segundo a polícia, teria confessado o crime.

Sentença
Vinícius Castrequini Bufulin, juiz da 2ª Vara Criminal de Fernandópolis, declarou em sentença que o acusado premeditou o crime, porque já conhecia a vítima, e “agiu de forma dissimulada”. Além dos 30 anos de prisão, Jovanilson Nogueira terá que arcar com 300 dias de multa e com as custas processuais.

Luciana Cordioli morava em Jales (SP) e deixou dois filhos, um com 16 e outro com 10 anos.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up