32.3 C
Rio Branco
22 julho, 2021 5:25 pm

Carta supostamente escrita por Lázaro é entregue à polícia: “Ungido de Deus”

POR METRÓPOLES

Uma carta supostamente escrita por Lázaro Barbosa, 32 anos, onde ele se diz “ungido de Deus” foi entregue à polícia de Goiás nesta sexta-feira (25/6). Extenso e com vários erros de português, o texto dá detalhes sobre a vida dele.

A redação contém inicialmente um pedido de desculpas aos parentes que sofreram com as ações dele. “Eu pesso (sic) perdão às famílias das vítimas”, teria escrito.

Em outro momento Lázaro lembra da infância dele na Bahia. Ele diz que sofreu muito e trabalhava bastante para “ganhar 5 reais”. No texto, ele descreve o pai como ausente e chegava em casa constantemente bêbado.

Mais adiante, a suposta carta passa a dizer que a história de que ele tem ligações com rituais religiosos não procede. “Não fasso macuba (sic) temo ao meu Deus”.

Inclusive, Lázaro diz que não foi encontrado ainda por ajuda de Deus e diz que a polícia precisa mudar a mentalidade dela para pegá-lo. “Talvez assim Deus permita que vocês me pegem (sic)”.

Nesta sexta-feira (25/6), completa-se 17 dias de buscas ao homem, acusado de matar quatro pessoas de uma mesma família no Incra 9, em Ceilândia, e espalhar terror em zonas rurais do DF e de Goiás.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.