33.3 C
Rio Branco
20 setembro 2021 12:01 pm

Após passar por comissões, extinção do Igesac vai para votação e deve ser aprovado por unanimidade

O deputado Edvaldo  Magalhães (PCdoB) acredita que a batalha pela manutenção dos empregos se mantém

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 01/09/2021 14:37

Os deputados estaduais devem aprovar por unanimidade o projeto de lei que autoriza a extinção do Instituto de Gestão de Saúde do Acre (Igesac).

O PL já passou por várias comissões e foi aprovado, com isso, segue para o plenário onde será votado ainda nesta quarta-feira (1).

SAIBA MAIS: Com sessão suspensa, deputados e PGE discutem situação do Igesac; PL deve ser votado nesta quarta

José Ayache, presidente do Sindicato do Igesac, disse que o projeto que será Votado é a versão que mais trará benefícios.

“Temos de imediato a sustentação de empregos que hoje estão em risco e também  tivemos a garantia de que os trabalhadores vão permanecer em seus postos de trabalho atuais”, disse.

Ayache também elogiou a forma como os deputados conduziram o debate. “A Assembleia  Legislativa foi muito assertiva ao chamar os trabalhadores do sindicato para dialogarem e trabalharmos em conjunto”.

O deputado Roberto Duarte(MDB) destacou que fez um requerimento no PL para que todos os sindicatos assinassem um documento confirmando que estão de acordo com essa proposta.

“Com essas assinaturas, dei meu voto favorável na comissão e darei meu voto favorável na tribuna”.

O deputado Edvaldo  Magalhães (PCdoB) acredita que a batalha pela manutenção dos empregos se mantém: “Na verdade, se encerra uma etapa. Haverá outras, entre elas uma espécie  de escape, de possibilidade, se houver um revés na Justiça e voltar a mesma situação”.

O líder do Governo na Aleac, deputado Pedro Longo (Progressistas) disse que o projeto é um avanço para os trabalhadores que passaram a ser servidores do Estado.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.