33.3 C
Rio Branco
13 outubro 2021 3:50 pm

Influencer acreana abre o coração e conversa com ContilNet sobre filho com paralisia: “Milagre de Deus”

POR DOUGLAS RICHER, DO CONTILNET

Última atualização em 01/10/2021 11:07

Siga meu Instagram e veja mais conteúdos: @douglasricher.

Uma das influencers mais conhecidas no Acre, Rebecca Aguiar, compartilhou um pouquinho da trajetória emocionante do seu filho, José Aguiar, com seus 51,3 mil seguidores.

Em vídeo postado no seu Instagram, Rebeca relata que seu filho foi diagnosticado com paralisia cerebral e recebeu cura de Deus:

O site ContilNet conversou com Rebeca Aguiar, que contou mais detalhes sobre sua história na gravidez que envolve a saúde do filho José Aguiar. Rebeca foi diagnosticada com ‘zika vírus’, o desespero na época começou após o primeiro diagnóstico, e continuou após o filho ser diagnosticado com paralisia cerebral.

O site ContilNet conversou com Rebeca Aguiar, que contou mais detalhes sobre sua história na gravidez que envolve a saúde do filho José Aguiar. Fotos: Cedidas

“Quando eu estava grávida, eu peguei zika vírus, naquela época que estava todo mundo pegando e as gestantes que pegavam os filhos nasciam com microcefalia. E aí, quando o José nasceu, todo mundo imaginava que ele poderia ter esse diagnóstico, porque quando eu peguei o Zika vírus foi justo no processo cefálico do bebê. Mas, quando ele nasceu, a gente fez esses exames e ele foi diagnosticado com paralisia cerebral; inclusive, a gente fez vários exames de imagens e por esses exames que ele foi diagnosticado. E o José [era] muito debilitado, convulsionava todo dia. Quando ele nasceu, era muito difícil ele se alimentar, pra ele tomar leite a gente tinha que pingar o leite na boca dele e ficar fazendo cócegas na bochecha dele pra ele engolir. Ele nasceu muito doentinho!”.

A acreana, recebeu a primeira notícia de calcificação da cabeça do José e foi amparada pela mãe Socorro Aguiar. Rebeca também ficou ciente que o filho tinha a possibilidade de ficar paraplégico.

Foto: Cedida

“Eu lembro que na primeira consulta dele com a neuropediatra, que levamos os exames, a médica falou que ele tinha calcificação na cabeça. A minha mãe me viu desesperada na hora e interferiu perguntando a médica se era pouca coisa, e a médica disse que não era pouca coisa, e eu já fiquei muito mal, comecei a chorar, pois era meu primeiro contato com todo esse diagnóstico de paralisia cerebral. E perguntei pra médica se um dia meu filho ia poder andar de bicicleta, e ela me respondeu que não sabia nem se um dia ele poderia andar, pois tudo era muito incerto. A Dra. Bruna Beyruth foi um anjo na minha vida, e um dia ela me disse assim: ‘Rebeca, você acredita em Deus?’ Eu falei: acredito. Ela disse: ‘porque que eu já muito milagre acontecer, pede a Deus, coloca teu joelho no chão’. Foi desde desse dia que a minha fé mudou. Eu fazia oração com muita força com muita fé, eu virava noite orando no José. E conversando com Deus, até a minha relação com Deus mudou muito”.

A digital influencer conta que o filho chegou a ser acompanhado Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, onde todo mundo queria conhecer o caso do pequeno acreano. Na capital paulista, Rebeca recebeu a notícia que seu filho não tinha mais ‘paralisia cerebral’. A acreana acredita que a ‘cura’ do filho é um milagre de Deus e Nossa Senhora de Fátima.

“Foram vários exames que o José fez, ele chegou a ser acompanhado pelo Hospital das clinicas da USP em São Paulo, onde refizeram os exames. Todo mundo queria saber do caso dele lá, porque era um caso diferente né, porque antes nascia com microcefalia, e ele não nasceu, ele nasceu com outro diagnóstico. E teve um período que a gente refez os exames, e já deu que o José não tinha mais a paralisia cerebral, até chegaram a me perguntar se eu tinha trocado os exames, eu falei que não. E foi aí que eu comecei a perceber que o José estava se provando ser um milagre. Pois são coisas que só quem passou pelo momento comigo acredita.

Foto: Cedida

E ele começou a ter um desenvolvimento melhor, começou a se alimentar, tomar fenobarbital que é gardenal, fizeram o desmame, e ele parou de tomar o remédio, parou de ter convulsões. E aí, um ano depois, quando ele não tomava mais remédio controlado, ele começou novamente a ter outros sintomas, que foi ‘crise de ausência’. Crise de ausência é quando ele para, revira o olho pra cima e volta, como o cérebro dele desligasse e ligasse de novo. E aí voltaram a dar medicação controlada pra ele, que foi depakene, que ele tomou até no começo do ano, que foi quando fizeram o desmame. E a gente fez o mapeamento cerebral e lá no exame foi confirmado o ‘milagre’ de que o José não tem necessidade de tomar medicação controlada, ele não tem mais epilepsia, ele não tem focos de convulsões. Nem a ciência explica o que aconteceu, eu perguntei para o médico o que aconteceu e ele disse que eu tinha tido sorte”, comentou.

A acreana acredita que a ‘cura’ do filho é um milagre de Deus e Nossa Senhora de Fátima. Foto: Cedida

Veja o vídeo emocionante compartilhado pela digital acreana nas redes sociais:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.