23.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 5:17 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Políticos acreanos culpam Bolsonaro pela alta da gasolina e do gás

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Culpa do Bolsonaro

Em Marechal Thaumaturgo, município do interior do Acre, o presidente estadual do PT, Cesário Braga, mostrou em um vídeo como está o preço da gasolina no município: R$ 9,10. De acordo com o dirigente petista, trata-se da gasolina mais cara do Brasil. “Culpa de quem? Bolsonaro. Bolsonaro é a desgraça do Brasil”, disparou Braga.

Culpa do Bolsonaro 2

Sobrou pra Bolsonaro também a culpa pelo aumento do consumo de lenha nos lares brasileiros. O deputado Edvaldo Mahalhães (PCdoB) postou hoje no twitter uma foto de uma mini fogueira de lenha e escreveu: “Visto assim, permite a tentação de romantizar o consumo da lenha. Hoje, virou tormento cotidiano para famílias impedidas de comprar o gás de cozinha, devido o preço exorbitante. Culpa de Bolsonaro”.

Falta gestão

Também no twitter o ex-senador Jorge Viana (PT) disparou pra cima do governador Gladson Cameli: “Falta gestão e sobra incompetência”! A crítica foi feita pelo petista ao compartilhar uma matéria do site AC24horas, que dizia que relatórios do Ipea indicavam que o Governo do Acre tinha mais de R$ 1,7 bilhão em caixa durante a crise do coronavírus e só gastou R$ 127 milhões.

Na mesma linha

Em entrevista de TV no início desta semana, o senador Sérgio Petecão (PSD) também atacou o governador pelo mesmo motivo. Para o senador, “recursos tem, o que falta é gestão”.

Respondeu

Em nota emitida nesta quinta o secretário estadual da Fazenda, Rômulo Grandidier, rebateu os dados Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e os críticos da gestão. Segundo Grandidier “deste R$ 1,746 bilhão, os críticos esqueceram de fazer a dedução das destinações necessárias, fundo que o poder executivo não tem livre arbítrio para vincular a investimentos como são os repasses aos poderes e órgãos constitucionais autônomos, convênios, SUS [Sistema Único de Saúde], Fundeb [Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica], recursos previdenciários, recursos das indiretas, Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico], Fundo Especial do Petróleo, Salário-Educação, o que resultaria em uma disponibilidade parcial de caixa no valor de R$ 477,2 milhões”.

Extinção

Foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira o decreto governamental que regulamenta a lei que extingue o Instituto de Gestão de Saúde do Acre (Igesac). O decreto também versa sobre a criação das 900 vagas na Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), para abrigar os trabalhadores que estão atuando no Igesac. A extinção deve ocorrer em até 90 dias.

Dinheiro quase na conta

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP), sancionou hoje o Projeto de Lei Complementar que vai dar R$ 2,4 milhões às empresas de ônibus da Capital. O projeto já havia sido aprovado na Câmara de Vereadores na semana passada. O dinheiro tá quase na conta!

Zona Azul

O estacionamento rotativo “Zona Azul”, que só chegou no Acre em dezembro de 2014 e nunca engrenou por aqui, está perto de chegar ao fim. É o que o vereador Adailton Cruz (PSB) apresentou na Câmara Municipal de Rio Branco nesta quinta, um projeto para a extinção da Zona Azul na Capital. “Foi criada para dar mobilidade, acesso e acomodar veículos, mas trouxe mais transtornos que benefícios”, disse.

Procuradoria da Mulher

Também na sessão desta quinta na Câmara de Vereadores, a vereadora Michelle Melo (PDT), apresentou um Projeto para a criação da Procuradoria da Mulher no âmbito da Câmara Municipal de Rio Branco. A Procuradora da Mulher da Câmara deve ser uma das atuais vereadoras, que será conduzida ao cargo pelo presidente da Casa, o vereador N. Lima (PP).

Intercâmbio

Ontem o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) comemorou a ida à Aleac do jovem médico Romerito Arruda de Farias, do Jordão, que se formou em medicina no Peru. De acordo com o deputado, a formação de Romerito e de outros jovens no país vizinho se deu “através de um diálogo feito quando fui presidente do parlamento acreano, junto à Universidade Federal do Acre (Ufac) e a Universidade Nacional de Ucayali”. Além de Romerito, outros nove estudantes também puderam cursar medicina em solo peruano; outros seis fizeram engenharia. No acordo de intercâmbio, a Ufac também recebeu estudantes peruanos. Belíssima ação, deputado!

Operação Apoio

O Deracre anunciou nesta quinta (14) que vai investir R$ 5,2 milhões na recuperação de ramais na zona rural de 18 municípios acreanos. A ação faz parte da segunda fase da Operação Apoio e ocorre através de convênios firmados entre Governo e prefeituras.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.