29 de maio de 2024

Pix caminha para simular operação de cartão de crédito

Campos Neto diz que Banco Central quer avançar nas possibilidades de agendamento

Maior sucesso do Banco Central nos últimos anos, o Pix já foi usado por mais de 140 milhões de brasileiros desde a sua criação em 2020 e vai avançar. Roberto Campos Neto, presidente do BC, conta que vai investir na programabilidade dos pagamentos, aproximando a trilha do Pix a do cartão de crédito.

-Vamos investir cada vez mais a programabilidade da agenda. A gente tem o pagamento automático, para aquelas contas como de luz ou de telefone ou Netflix, que você tem pagamento feito todo mês, que debita automático na sua conta. Mas a gente quer avançar essa trilha do pagamento automático para fazer o bloqueio do outro lado, eventualmente, que aí você consegue usar a trilha para simular uma operação de cartão de crédito. Tem muita coisa para avançar na programabilidade do sistema de pagamento.

Campos Neto adianta que dessa forma os bancos poderão fazer “as operações com crédito parcelado de uma forma mais eficiente, mais barata do que é hoje”.

O presidente do BC conta ainda que pagamentos internacionais via PiX estão na agenda do G20:

– A gente quer cada vez mais conectar o sistema de pagamento. Parte da nossa agenda no G20 é criar uma governança de pagamentos internacionais. A gente viaja na América Latina e já tem Pix em grande parte dos países. já tem bancos oferecendo solução de Pix, inclusive, na Europa. Outro dia me passaram mensagem que na França tinha muita gente usando Pix. Nos Estados Unidos, em Orlando, que tem bastante brasileiro, também. A gente só queria fazer um sistema de conexão que fosse mais Internacional e mais barato.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost