25.3 C
Rio Branco
23 janeiro 2022 10:55 am

Família fatura mais de R$ 16 mil por mês com pequeno negócio

POR

Última atualização em 03/03/2016 11:53

Com a ajuda da esposa, Antônio realizou o sonho de ter o próprio negócio (Foto: Maria Meirelles)
Com a ajuda da esposa, Antônio realizou o sonho de ter o próprio negócio (Foto: Maria Meirelles)
O sonho de ter o próprio negócio tornou-se realidade para a família Lira em dezembro do ano passado. Confeiteiro e padeiro de profissão, Antônio era funcionário de outro estabelecimento comercial quando resolveu largar tudo e apostar no sucesso da padaria Rei do Pão, em Sena Madureira.

A oportunidade surgiu por meio da Secretaria de Estado de Pequenos Negócios, que cedeu à família todo o maquinário necessário para que a padaria pudesse deslanchar.

Mais de R$ 11 mil foram investidos no pequeno negócio coletivo, que em três meses de funcionamento já tem um faturamento de R$ 16 mil.

Na padaria trabalham Antônio, a esposa Suely, o filho mais velho do casal e mais um funcionário, contratado recentemente. Com a demanda crescente de trabalho, o empreendedor estima novas contratações em breve.

“Já investi outros sete mil reais na padaria, e vou continuar investindo. Quero ampliar meu negócio, comprar mais maquinário, construir um prédio próprio, contratar novos funcionários e devolver as máquinas do governo para que outras famílias também possam realizar seus sonhos”, afirmou Antônio.

Indagado sobre a importância do Programa de Apoio e Incentivo aos Pequenos Negócios, o empreendedor é enfático. “O apoio do governo pra gente representou tudo. Tenho certeza de que com as outras famílias beneficiadas não é diferente. Todo mundo sonha ser patrão um dia”, destacou.

Para Suely, o novo desafio uniu ainda mais a família. “Antes, o Antônio não tinha hora certa para chegar em casa, pois dependia dos horários do restaurante no qual  trabalhava. A nossa rotina agora é outra. Estamos unidos e prosperando juntos”, afirma.

Investimentos

Em três meses de funcionamento, a padaria já registra faturamento de R$ 16 mil (Foto: Maria Meirelles)
Em três meses de funcionamento, a padaria já registra faturamento de R$ 16 mil (Foto: Maria Meirelles)

Entre os anos de 2011 a 2015, o governo do Estado beneficiou, direta e indiretamente, mais de 70 mil empreendedores acreanos. Os governos federal e estadual investiram R$ 27 milhões no Programa de Apoio e Incentivo aos Pequenos Negócios.

Em Sena Madureira, os investimentos na instrumentalização dos negócios ultrapassam a casa dos R$ 200 mil. Todos os beneficiários passaram por qualificação profissional. Parte especializou-se no ofício que já desempenhava, enquanto outros ganharam uma profissão, renda própria, mais dignidade e qualidade de vida.

“O atual cenário econômico no Acre é muito favorável para os pequenos negócios. Estima-se que mais de 60% da movimentação financeira no estado, principalmente comercial, tenha origem nesse segmento. Apesar de o desemprego ter crescido no setor da indústria e nos grande centros do país, aqui temos um saldo positivo de novos postos de trabalho”, ressalta Henry Nogueira, secretário de Estado de Pequenos Negócios.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.