Polícia prende suspeitos de matar três adolescentes que sumiram após Expoacre


Polícia confirma que o triplo homicídio foi cometido por ciúmes, já que um dos suspeitos teria se envolvido com uma das vítimas

REDAÇÃO CONTILNET

Dois homens suspeitos de matarem três adolescentes de 13, 14 e 18 anos que foram dados pela família como desaparecidos ao saírem da Expoacre em 5 de agosto deste ano, foram presos na última sexta-feira (8). A informação foi repassada à imprensa apenas nesta quarta-feira (10).

De acordo com o delegado Remulo Diniz, foram presos Francimar Conceição da Silva e Clenildo Araújo de Souza, ambos moradores do bairro Taquari e integrantes de uma facção criminosa. O triplo homicídio foi motivado por ciúmes, uma vez que Francimar teria se envolvido com uma das adolescentes e ela não queria manter um relacionamento sério.

“Eles são todos do mesmo bairro e o Francimar teve um pequeno relacionamento com uma das jovens que é menor e como a jovem não quis ter um relacionamento mais sério com ele, resolveu aceitar o convite do Vitor para ir ao parque de exposição e foram com outras duas amigas. E o criminoso ficou vigiando ela e viu ela voltando da exposição a pé com o Vitor e outras duas amigas. Uma delas o pai levou pra casa e sobrou a Isabelle Lima com Vitor que foram assassinados junto com a Amanda”, disse o delegado.

Remulo destaca ainda que os criminosos tentaram atrapalhar as investigações e até ajudaram a família das vítimas a fazer buscas na região do Bujari. “Foram eles quem teriam ido até a casa do pai de Amanda chamá-lo para ir até o Bujari e lá chegaram até a ser presos pela Polícia Militar com uma arma de fogo durante as supostas buscas na cidade pelas jovens desaparecidas”. finalizou.

Suspeito foi preso na última sexta-feira/Foto: reprodução

Entenda o caso

Isabelle Lima, de 13 anos, Amanda Santos, de 14 anos e Vitor de Lima, de 18 anos desapareceram no domingo dia 5 de agosto após saírem de casa dizendo a família que iriam para a Expoacre, no Parque de Exposições. Vitor foi encontrado dois dias depois, morto a facadas e foi jogado ainda com vida dentro de um povo no Taquari, mas foi encontrado por populares morto.

Isabelle foi encontrada no dia seguinte, após buscas da família, debaixo de um matagal em uma fazenda também no mesmo bairro e os restos mortais de Amanda, foram encontrado em uma área de mata no mesmo bairro, já em estado avançado de decomposição. Os restos mortais dela ainda estão sendo submetidos a exames de DNA para confirmar a identidade.

Outras Notícias

Veja Também