22.3 C
Rio Branco
22 junho, 2021 7:35 pm

Guedes defende redução da estabilidade e avaliação de servidores públicos

Para ministro, reforma administrativa é 'bastante moderada'

POR SECOM

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta terça-feira a avaliação periódica e a redução das possibilidades de estabilidade dos servidores públicos, previstos no âmbito da reforma administrativa enviada pelo governo ao Congresso no ano passado. A reforma muda as regras para o funcionalismo públicos federal, de estados e municípios.

O ministro participou de audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Durante a audiência, Guedes comentou sua declaração recente sobre um filho de porteiro ter cursado graduação com Fies e disse que a fala fora uma crítica a universidade caça-níqueis.

Na CCJ, que discute se a reforma administrativa é constitucional ou não, Guedes defendeu a meritocracia no serviço público. A reforma que mexe com os servidores de União, estados e municípios avançou pouco na Câmara até agora.

— Nós queremos avaliação pela qualidade do serviço público, carreiras meritocráticas e planos de vida. Os jovens no serviço público pensando em melhorar, receber aumentos meritocráticos, conquistar estabilidade por bons serviços — diisse Guedes.O ministro acrescentou:

— No Brasil, mais de 90% dos servidores têm estabilidade. Lá fora é o contrário, menos de 5% tem estabilidade no emprego. Nós não queremos tanto, nós só queremos que haja avaliações para o ganho da estabilidade.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.