17.3 C
Rio Branco
23 julho, 2021 5:52 am

Protesto: Índios fecham ponte em Feijó

Lideranças dizem que protesto é pacífico, mas impediram a passagem de carros no local

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Pintados, índios Shanenawas, da Aldeia Morada Nova, em Feijó, município a 350 quilômetros de Rio Branco, fecharam a BR-364 na altura da ponte sobre o rio Envira. Isso significa que ninguém pode trafegar para seguir viagem dali para Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

Os índios locais ameaçam acampar no local por tempo indeterminado em protesto contra a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, em Brasília, do Projeto de Lei 490, de 2017, que prevê, entre outras medidas, a criação de um marco temporal para delimitar o que são terras tradicionalmente ocupadas pelos indígenas. Caso o PL seja aprovado, a competência para determinar a demarcação das terras indígenas passará a ser do Congresso.

Em Brasília, os protestos geraram tumulto hoje pela manhã com confronto entre as lideranças indígenas e policiais legislativo e militares do Distrito Federal. Alguns índios estavam no local armados de arcos e flechas e muitos foram feridos por balas de borracha.

Em Feijó, interior do Acre, não foram registradas cenas de violência. Um dos líderes do movimento, o cacique Carlos Brandão, Shanenawa, disse que o protesto é pacífico.

Fotos: Douglas Richer/ContilNet

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.