26.3 C
Rio Branco
23 junho, 2021 8:10 pm

Prefeitura se desculpa com trans vítima de transfobia, mas ela diz que não vai retirar queixa

“Foi muito importante dialogar sobre o assunto e ter um posicionamento da Prefeitura, mas não vou retirar o boletim de ocorrência registrado”, garantiu Jullyana

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Aconteceu na tarde desta quinta-feira (10), na Prefeitura de Rio Branco, uma reunião entre a jovem trans Jullyana Correia – que foi vítima de um ataque transfóbico por um servidor da Prefeitura, após usar o banheiro feminino do órgão público -, representantes do executivo municipal, do Ministério Público do Acre (MPAC) e do movimento LGBTQIA+ no Acre.

SAIBA MAIS: Mulher trans diz que foi vítima de preconceito após usar banheiro feminino na Prefeitura de Rio Branco

Na ocasião, o secretário da Casa Civil, Valtinho José da Silva, que estava representando o prefeito Tião Bocalom, pediu desculpas à Jullyana por conta do ocorrido e destacou que a gestão não compactua com nenhum tipo de preconceito.

Jullyana explicou que o encontro foi importante para alguns esclarecimentos, mas destacou que não vai retirar o boletim de ocorrência registrado contra o guarda que teria lhe dito para usar “o banheiro masculino ou de pessoas com deficiência”.

“Foi muito importante dialogar sobre o assunto e ter um posicionamento da Prefeitura, mas não vou retirar o boletim de ocorrência registrado”, garantiu.

Jullyana participou da reunião/Foto: Reprodução

Valtinho disse que os servidores da Prefeitura serão orientados sobre o assunto e considera o caso como injustificável.

“Erramos e deixamos claro que a gestão não compactua com esse tipo de coisa. Esclarecemos o fato aqui e pedimos desculpas à Jullyana. Os servidores da casa serão orientados sobre a questão”, finalizou.

Nesta quarta-feira (9), uma manifestação foi promovida em frente ao órgão, conduzida por diversos militantes, para protestar contra o comportamento do agente que abordou Jullyana. O MPAC também tomou providências sobre o caso.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.