30.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 4:48 pm

Sendo palco de momentos memoráveis para os acreanos, Via Verde Shopping completa 10 anos

POR ASCOM

Última atualização em 08/11/2021 16:36

Pensar nessa data é rememorar diversos momentos. Ao longo dessa década o empreendimento foi palco de muitos eventos, como: final do Big Brother Brasil 2018, edição em que a Gleici Damasceno foi vencedora e que reuniu mais de 5 mil pessoas para assistirem; O Via Verde Fashion, grande evento de moda; feirão do imposto; lançamentos de empreendimentos imobiliários; e os eventos voltados para o público infantil.

Entretanto, o Via Verde Shopping não é apenas um centro comercial, é também um ponto de encontro para o cinema, jantar ou fugir do calor. O objetivo do empreendimento é trazer o que há de melhor e de novidade no varejo nacional, sendo assim, quem vai ao shopping, pode escolher o que deseja entre a variedade de operações existentes, voltadas para a moda masculina e feminina, perfumaria, calçados, presentes, tecnologia e eletroeletrônicos, móveis, lojas de celulares e acessórios, farmácias, moda íntima e muito mais.

Empreendimento dispõe de centenas de operações. Foto: Assessoria

VIA VERDE SHOPPING EM NÚMEROS

São 1,2 mil vagas de estacionamento e um fluxo de 350 mil pessoas por mês. Conta também com seis salas de cinema stadium e premium, com tecnologia de última geração. Tudo isso para que os clientes tenham uma experiência memorável.

O shopping dispõe de 119 operações, algumas exclusivas no estado. Em 2021, com a retomada gradual do varejo, após a segunda fase pandêmica, o Via Verde Shopping cresceu ainda mais; além de 15 inaugurações, três lojas expandiram.

“Eu nunca pensei em ter loja no shopping, porque eu achava que era fora da minha realidade, mas não foi. Entendemos que o meu segmento complementava o mix do shopping. Para dar mais conforto às minhas clientes e ter mais espaço, expandimos a loja”, declara Estéfane Azevedo, proprietária da loja Rica de Marré.

Via Verde já foi palco de diversos momentos especiais. Foto: Assessoria

INAUGURAÇÕES NO VIA VERDE SHOPPING

Nos últimos meses, 15 marcas entraram para o mix do shopping, divididas em quiosques e lojas. Os quiosques são: Fábrica Di Chocolate, An Store, Dona Márcia Flores, Dan Juan e Crepe, Revelex, Sabores da Joana, Riachuelo Telefonia, Touti, Klubemix e Belz. E as lojas, Ifix, Bemol Farma, Vivara, Claro e Óticas Carol. E não para por aí, nos próximos meses inauguram as lojas Tim, Clube Teen, Laser Fast, Ice Mellow e Sofilie e os quiosques Nação Rubro Negra e Havaianas.

Para Rômulo Rocha, superintendente do shopping, é muito bom poder retomar as atividades com novidades para os clientes. “Agora estamos vivendo uma fase melhor da pandemia, onde as pessoas se sentem mais à vontade para sair de casa e quando vierem ao shopping terão novas operações para conhecer”, pontua. O superintendente também enfatiza que essas novas lojas e quiosques do shopping significam geração de novos empregos. “Vivemos uma fase difícil e estamos recomeçando. Trazer novas operações para o nosso espaço significa recomeço para a população do estado também, pois pessoas poderão voltar ao mercado de trabalho”, finaliza.

SAPHYR SHOPPING CENTERS

O Via Verde Shopping é administrado pela Saphyr Shopping Centers, que possui em seu portfólio outros nove empreendimentos. O grupo atende a diferentes perfis de clientes sempre com o compromisso de proporcionar experiências e bem-estar memoráveis. Conheça os empreendimentos: Bossa Nova Mall no Rio de Janeiro. No Nordeste, Shopping Pátio Maceió e Shopping Paralela, em Salvador. Na região Norte, Via Verde Shopping, em Rio Branco, Shopping Manaus Vianorte e Pátio Roraima Shopping, em Boa Vista. Em São Paulo, Shopping Granja Vianna, em Cotia, Pátio Cianê Shopping, em Sorocaba, Supershopping Osasco e Shopping Metrô Tucuruvi, na capital, onde a empresa está desenvolvendo também o Cosmopolitano Shopping. Mais informações no site http://www.saphyr.com.br.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.