17 de junho de 2024

Na Ponta da Língua: após suposto complô, Bocalom dispara sobre vereador: ‘Dele não se espera muito’

Declaração do prefeito foi feita durante coletiva de imprensa concedida no gabinete nesta quarta-feira (25)

Prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom. Foto: ContilNet

O imbróglio envolvendo o pedido de empréstimo de R$ 340 milhões feito pelo prefeito Tião Bocalom à Câmara Municipal de Rio Branco só aumentou após as discussões travadas entre base e oposição. O prefeito precisou convocar a imprensa para dar esclarecimentos sobre o pedido. Bocalom aproveitou para comentar sobre os rumores de que o vereador Fábio Araújo (PDT) estaria fazendo uma campanha interna nos corredores da Câmara contra o projeto de lei. Até o ano passado, o vereador era um dos parlamentares que integravam a base de Bocalom. Após brigas com o prefeito, ele migrou para o seleto grupo de Oposição, que só tinha a vereadora Elzinha Mendonça.

“Eu sempre fico triste quando vejo alguém torcendo pro quanto pior melhor. Eu acho que não é assim que trabalha. Quem é oposição, e que não tem consciência que precisa ajudar a população, que quanto melhor, melhor para a população, faz esse tipo de coisa. E dele não se espera muita coisa diferente disso”.

Bittar e Lula 

Bocalom ainda citou o exemplo da votação da PEC da transição, que mesmo sendo de oposição ao governo Lula, o senador Marcio Bittar votou a favor do PL. “Não estava votando a favor do Lula, estava votando a favor do povo”.

E fez mesmo 

Vereador Fábio Araújo. Foto: Gustavo Monteiro/ContilNet

Ocupando o cargo de 1º secretário da Câmara Municipal, o vereador Fábio Araújo vem de fato fazendo uma campanha contra o empréstimo de R$ 340 milhões a pedido de Bocalom. Nas redes sociais, o parlamentar disse que a Prefeitura havia encaminhado o projeto sem documentações necessárias.

“Como que eu vou assinar um projeto que não tem a taxa de juros que a população vai pagar”, questionou.

Reconhecimento

Falando em Fábio Araújo, é necessário destacar que o parlamentar é um dos mais ativos do parlamento-mirim. Toda vez que sobe no plenário, faz discursos concisos e defende o que acha importante.

Calma! 

Bocalom reconheceu que o projeto encaminhado realmente havia faltado algumas documentações. Porém, justificou que um pedido deste tamanho é ‘novo’ tanto para a equipe da Prefeitura de Rio Branco, quanto para a Assessoria Jurídica da Câmara. O projeto foi retirado de pauta e encaminhado novamente para votação com as documentações que faltavam.

O passado não mente 

João Marcos Luz. Foto: Matheus Mello/ContilNet

O vereador e líder de Bocalom na Câmara, João Marcos Luz, é um dos maiores defensores do empréstimo de R$ 340 milhões a pedido do prefeito. Porém, anos atrás, a então prefeita Socorro Neri havia encaminhado um projeto solicitando a Câmara um empréstimo de R$ 48 milhões para ser aplicado na iluminação da capital. Na época, João Marcos votou contra o pedido e ainda disse: “Não vou endividar o povo de Rio Branco”.

Justificou 

Agora, anos depois, João Marcos declarou que não votou a favor do empréstimo de Socorro por conta da taxa de juros de 119%. “Na época, uma pesquisa feita pela Oposição mostrou que bastaria R$ 12 milhões para resolver a questão da iluminação de Led em Rio Branco”.

Nasce uma liderança mundial 

Socorro Neri, deputada federal. Foto: ASCOM

Falando em Socorro Neri, a deputada cumpre agenda em Washington, nos EUA, em um dos eventos mais importantes da conservação ambiental mundial. Nasce aqui mais uma acreana líder nos debates relacionados na defesa do Meio Ambiente. A deputada é também uma das figuras essenciais no debate das Mudanças Climáticas na Câmara dos Deputados.

Aprovado 

Em meio aos escândalos envolvendo as denúncias feitas pela deputada Michelle Melo sobre a cúpula da Polícia Civil do Acre, os deputados da Aleac aprovaram um PL que institui a estrutura da carreira de delegado da PC. A proposta tem o objetivo de indenizar os delegados de polícia civil pelo regime de sobreaviso permanente a que se sujeitam.

Gladson voltou a ter líder 

Deputado Manoel Moraes, líder do Governo na Aleac. Foto: Juan Diaz/ContilNet

O líder do Governo na Aleac, deputado Manoel Moraes parece que finalmente entendeu o papel de um líder governista. Ele subiu no plenário nesta quarta-feira, defendeu o Executivo e esclareceu as crises que rondam o Palácio. 

‘Máfia dos Consignados’

Após as denúncias apresentadas pelo deputado Edvaldo Magalhães, sobre uma suposta máfia no sistema de empréstimos consignados envolvendo servidores públicos do Estado, afirmou que agora, com as provas em mãos, a denúncia será apurada de imediato, mostrando que há um compromisso do governo com a transparência. 

Terceirizados 

Um outro problema enfrentado pelo governo segue sendo o atraso no pagamento dos salários de servidores terceirizados. Como sempre, o deputado Fagner Calegário vem defendendo a sua base e voltou a falar sobre o assunto no plenário. Na hora, o líder de Gladson reconheceu a gravidade da situação e afirmou que o pagamento seria realizado ainda nesta semana. 

“A demora do pagamento se deve a questões de realinhamento de preços e reconhecimento de dívidas, mas, o governo está tratando o problema com responsabilidade. Estamos atrás de uma solução”, completou Manoel. 

Evangélicos 

Em Brasília, o deputado estadual Clodoaldo Rodrigues teve um encontro com o deputado Marcelo Crivella, ambos do Republicanos. O parlamentar do Acre protocolou uma moção de apoio a um projeto que estipula uma imunidade tributária às igrejas. Oh glória! 

Off

– Ao que tudo indica três partidos que já foram aliados da Frente Popular não estão muito dispostos a compor a nova coligação em prol de Marcus Alexandre;

– O PSB, pretende mesmo lançar a candidatura de Jenilson Leite;

– Já a Rede, de Marina Silva, deve compor a chapa do médico e ex-deputado; 

– E o Psol, nem quer sentar para conversar com o MDB, Flaviano e companhia;

– Até agora, o partido só conta com o apoio oficial do PCdoB;

– O PT deve oficializar o apoio a Marcus Alexandre no próximo sábado (28);

– Mas sem sombras de dúvidas a chapa de Marcus deve ter o apoio de outros partidos;

– O PV, partido da professora Shirley Torres, está na fila para declarar apoio total a Marcus;

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost