23 de abril de 2024

Nas duas primeiras semanas de janeiro, Acre já registrou mais de 1200 notificações de dengue

Somente Rio Branco registrou 584 notificações da doença em janeiro de 2024

Com a chegada do período chuvoso, o estado do Acre tem enfrentado um significativo aumento no número de casos de dengue desde o final de 2023. Com a virada do ano, os casos continuaram a crescer. Somente nas duas primeiras semanas de janeiro, o estado acreano teve 1260 registros de notificações da doença.

Unidades de saúde vem registrando superlotação/Foto: ContilNet

VEJA MAIS: Saiba quantos casos de dengue já foram registrados em cada cidade do Acre em 2024

Rio Branco segue liderando o ranking de municípios com maior número de notificações, alcançando 584 registros de dengue em janeiro, seguido de Senador Guiomard, com 165 casos da doença, e Brasiléia, com 84 registros nas duas primeiras semanas de 2024.

Ações de combate na capital

Diante da situação da capital acreana, a prefeitura de Rio Branco estabeleceu que a cidade conta, a partir de agora, com duas unidades referências no atendimento aos casos de dengue.

Uma delas é a Unidade de Referência de Atenção Primária (Urap) Roney Meireles, localizada no Bairro Adalberto Sena. Já a outra é a Urap Claudia Vitorino, localizada no Taquari.

A prefeitura deu início, também, na primeira semana de janeiro, ao mutirão de combate às arboviroses em Rio Branco. A ação teve início na região da Baixada da Sobral, e deve se estender as demais regionais de Rio Branco.

Para reforço dos trabalhos, o prefeito Tião Bocalom anunciou, ainda, a contratação emergencial de 100 agentes de endemias para atuar nas visitas pelos bairros da capital.

Situação de Emergência 

Em uma edição extra do Diário Oficial do Acre, o governo do Estado decretou situação de emergência por conta do aumento significativo dos casos de dengue. Só nas últimas semanas, houve um crescimento de 106,6% nos casos da doença. O decreto é válido por 90 dias.

Dados do Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde, revelam que o estado do Acre teve o segundo maior crescimento no número de casos de dengue do país no ano de 2023, quando comparado ao ano anterior, 2022.

SAIBA MAIS: Governo decreta situação de emergência por conta do aumento de casos de dengue no Acre

De acordo com os dados, entre as Semanas Epidemiológicas (SE) 1 a 48 de 2023, foram notificados 5.445 casos prováveis de Dengue no Acre, que representa um aumento de 106,6% em relação ao mesmo período de 2022, tendo sido confirmados 3.755, dos quais 29 apresentaram sinais de alarme e 2 foram classificados como Dengue Grave. Além disso, os dados mostram que não há registro de óbitos pela doença.

O mosquito africano Aedes aegypti é o transmissor da dengue, ou melhor, a fêmea do mosquito/Foto: Freepik

VEJA MAIS: Acre teve o 2º aumento mais expressivo do país nos casos de dengue, diz Ministério da Saúde

No decreto, a Sesacre informou que o aumento de casos demonstra um quadro preocupante em relação à situação epidemiológica das síndromes febris ocasionados pelas arboviroses urbanas, sendo elas Dengue, Zika e Chikungunya.

O decreto foi tomado a partir de informações baseadas nos dados das Unidades Básicas de Saúde e, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), como 2º Distrito (Via Verde), Franco Silva, Cidade do Povo, em Rio Branco, e Jaques Pereira, em Cruzeiro do Sul, além do Hospital de Urgência Emergência, em Rio Branco, Hospital Raimundo Chaar, em Brasiléia, e demais unidades hospitalares do Estado;

SAIBA TAMBÉM: Dengue: números de casos aumentam no Acre e unidades de saúde lotam diariamente

Além disso, o governo considerou a comprovação de circulação de outras duas arboviroses (Mayaro e Oropouche) em alguns municípios, “cuja magnitude ainda não se pode definir, visto que não há kits comerciais para venda no País, o que limita a realização de exames laboratoriais para a confirmação do diagnóstico”, disse trecho do decreto.

Vacinação da dengue

O governo do Estado também informou a vacina da dengue deve chegar ao Acre nos próximos dias. A previsão é que a imunização inicie em março.

CONFIRA: Acre já tem previsão para iniciar vacinação contra à dengue e pode ser o 1º estado do Brasil

No fim do ano passado, o Ministério da Saúde incorporou a vacina contra a dengue no Sistema Único de Saúde (SUS). O Brasil é o primeiro país do mundo a oferecer o imunizante no sistema público universal. A vacinação será focada em público e regiões prioritárias.

Onde procurar ajuda médica?

Uraps

Nas unidades de referência em atenção primária (Uraps) devem ser atendidos pacientes com febre, dor no corpo e dor de cabeça, sem sinais de gravidade do quadro.

UPAs

Nas unidades de pronto atendimento (UPAs), devem se concentrar os pacientes com sintomas de diarreia forte, desidratados e que não estão conseguindo fazer suas atividades por conta do quadro clínico.

PS

Já o pronto-socorro deve atender os casos graves da doença, que são os que apresentam sangramentos, principalmente se o diagnóstico for de dengue. Os sinais de alerta são: sangramento na gengiva, nas fezes ou no nariz; dor abdominal intensa e desmaio.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost