Com risco de 60% de Rio Branco ficar sem água, Bocalom cria projeto de R$ 14 milhões para evitar crise

Caso a Estação de Tratamento de Água não resista, mais da metade da capital acreana pode vir a ficar sem abastecimento

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, disse, na manhã desta sexta-feira (10), durante coletiva de imprensa, que os problemas relativos ao abastecimento de água na capital acreana estão em vias de serem solucionados. 

De acordo com o comunicado pelo prefeito, a cidade deverá receber recursos para realizar o projeto. “Estamos entrando com um projeto no valor de 14 milhões, já deixamos também essa conversa encaminhada lá com o ministério e com a Defesa Civil. Esse é o dinheiro que a gente precisa para poder colocar as novas bombas e os novos tubos para poder tirar a água da dali”, explicou ele.

Bocalom afirma ainda que, caso o sistema pare de funcionar, cerca de 60% da cidade pode ficar sem o abastecimento, e por isso o novo sistema foi desenvolvido para a Estação de Tratamento de Água II (ETA II), afim de substituir o atual.

ETA II  pode deixar 60% da cidade sem água/Foto: Evandro Derze/Assecom

O prefeito afirma ainda que o projeto deve ser realizado dentro de um prazo de 90 a 120 dias, e que até o recurso estar em mãos e eles puderem executar, o que pode ser feito é esperar pelo melhor, pois com a situação atual, obras de contenção não irão resolver. 

“Aquele sistema que está ali, está condenado, a gente vai pedir a Deus para que não quebre tão cedo e que dê tempo da gente poder pegar esse recurso federal”, encerra o prefeito.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost