21 de junho de 2024

Avião que caiu no Acre é conhecido como ‘jipe dos ares’ e custa R$ 10 milhões

A aeronave é conhecida como Jipe dos ares por ter a capacidade de pousar em pistas de terra

Uma tragédia aérea abalou o estado do Acre na manhã do último domingo (29). Um avião, modelo 208 Caravan, caiu próximo ao Aeroporto Internacional de Rio Branco logo após decolar, deixando 12 pessoas mortas. A aeronave voava com destino ao município de Envira, interior do Amazonas, todos os passageiros eram do estado amazonense.

SAIBA MAIS: IML ainda não tem prazo para concluir reconhecimento de vítimas de acidente aéreo; entenda processo

As vítimas, entre eles, oito homens, três mulheres e uma criança de um ano e sete meses, perderam a vida em uma aeronave fabricada pela empresa Art Táxia Aére. O Cessna 208 Cavaran começou a ser produzido em 1982 e foi lançado em 1984, conforme informações do site do fabricante. Desde seu lançamento foram fabricadas 2.500 unidades.

O avião caiu logo após decolar do aeroporto de Rio Branco – Foto: Reprodução

O avião tem capacidade para transportar entre 10 e 14 passageiros, e custa US$ 2 milhões, cerca de R$ 10 milhões. No Brasil, a aeronave tem o apelido de “Jipe dos ares”, atribuído pela capacidade de poder fazer pousos e decolagens em pistas de terra, fato que o tornou popular em áreas de difícil acesso, como no Norte do país.

VEJA TAMBÉM: Veja quem são as 12 vítimas de avião que caiu no Acre; dentista está entre as vítimas

O Caravan mede 11,46m de comprimento e tem 15,87 de envergadura (distância entre a ponta de uma asa até a outra). O avião pesa 2.073 quilos e tem como peso máximo permitido para decolagem, 3.967 kg, incluindo combustível, passageiros e bagagens.

Aeronave caiu próximo ao Aeroporto de Rio Branco; 12 vítimas morreram/Foto: Corpo de Bombeiros do Acre

A velocidade máxima é 184 nós (cerca de 340 km/h) e a velocidade de cruzeiro é de 173 nós (320 km/h). A altitude máxima de voo da aeronave é de 25 mil pés, o que equivale a 7.620 metros e o alcance é de 1.980 quilômetros.

Relembre o caso

O avião decolou do aeroporto de Rio Branco às 7h20 da manhã, com destino à Envira (AM), distante 373 quilômetros, no entanto, caiu logo depois, às 7h21, segundo informou o aeroporto.

Parte dos passageiros estavam viajando para receber tratamento médico. Os destinos eram duas cidades amazonenses, Envira e Eirunepé, em seguida o avião iria para Manaus.

De acordo com a Aeronáutica, ainda não é possível definir qual teria sido a causa do acidente. O avião explodiu pouco após decolar. As vítimas foram carbonizadas.

As investigações serão conduzidas pelo Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, de Manaus, orgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost